quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Visita ao Crupa.

Meu objetivo nesta postagem é descrever de forma imparcial e com todos os detalhes que posso lembrar.
No último dia 19, tive a grande oportunidade de conhecer a criação de periquitos do Renato. Juntamente com o Edson e o Sarmento, embarcamos numa aventura cansativa e prazerosa, saindo de Salvador (no meu caso de Aracaju), voando até São Paulo e de carro até Araçatuba.
Depois de muita estrada e pedágios, chegamos ao Crupa em torno das 3 da tarde.
Vimos uma criação organizada, enxuta, com pássaros que não fariam feio em nenhuma exposição do mundo.
O que impressiona é a quantidade. Nos criadouros que já visitamos, sempre encontramos algum bicho fora de série, mas no Crupa estes exemplares são comuns e posso afirmar que vi pelo menos 10 pássaros com qualidade superior a tudo que já tinha visto até então. Das mais de 60 gaiolas de criação, creio que pelo menos 30 são formadas por casais superiores aos que temos por aqui.
Não há dúvida que o Renato conhece muito seus pássaros, linhas e possui muita experiência no sentido do desenvolvimento do padrão.
Assim como todos os demais criadores que conheço, vi no Renato a mesma condição de insatisfação constante na busca da melhoria, isso reforça nossa ideia que não há fim a nossa busca no aperfeiçoamento de nossos pássaros.
Diferente de outro grande criador que visitei há alguns anos, vi no Renato a sincera vontade de desenvolver qualidade nos demais criadouros do país, desde que, é claro estejam dispostos a pagar por isso.
Outro ponto que destaco é a alimentação. Os bichos lá no Crupa comem muito e com qualidade. Não vi qualquer sinal de problema de saúde nos pássaros que mereça ser destacado. Nada de anormal, algum bicho estressado, ou asinha, mas pela quantidade de pássaros, creio que estes problemas estão muito bem controlados no Crupa.
O Renato faz uso da inseminação artificial. Fêmea em postura é inseminada, independente se está fertilizada naturalmente. Informo que, no geral, os pássaros que comprei do Crupa (2007 e 2009) foram muito férteis naturalmente.
Comecei a usar a técnica da inseminação há cerca de 5 meses e creio que o domínio desta técnica nos faz avançar 2 ou 3 anos em 1.
As fotos desta postagem foram tiradas por mim, sem qualquer preparo nos pássaros e todos estes bichos estavam em gaiolas de criação.
Quero aqui agradecer mais uma vez ao Renato por nos receber de tão boa vontade durante cerca de 6 horas onde não se sente fome, sede e onde o tempo parece acelerar enquanto conversamos.
Acabei comprando 3 pássaros, 3 machos como venho fazendo nas compras anteriores. Bons pássaros, boas características, com certeza trarão muitos benefícios em meu trabalho aqui em minha criação. Infelizmente, tinham poucos bichos disponíveis.
Qualquer outro detalhe sobre a visita que me lembrar e que mereça ser comentado voltarei a postar.

Vi inúmeros pássaros fora de série, fotografei alguns, mas este da foto foi o que mais me impressionou, pelo tamanho, máscara, penas e cor.

Um comentário:

  1. Olá Reynaldo!
    Não tenho dúvidas que este passeio foi muito bom.
    Tenho aqui no criadouro 04 GOLDENS descendentes desta família de GOLDENS do Renato, e todos são muito bons.
    Abraço!
    LAS

    ResponderExcluir